Precisa de ajuda? Fale agora com a Agiplan!
Ligamos para você

Assessoria de Imprensa

05 Mai 2016

Grupo Agiplan adquire Banco Gerador

O Grupo Agiplan, após dois anos de negociação, concluiu a aquisição de 100% das ações do Banco Gerador. O valor da transação não foi divulgado. O Banco Gerador, com forte atuação de varejo e atacado no Nordeste do Brasil, passará a se chamar Banco Agiplan. Trata-se de um banco múltiplo, que terá sua sede transferida para Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

 

"Com a aquisição, projetamos para esse ano romper a casa de R$ 1 bilhão de ativos e teremos um patrimônio líquido de R$ 300 milhões", explica Marciano Testa (à esquerda, na foto, acompanhado pelos diretores Vitor Hruby, Eduardo Amorin, Marines Bilhar e Eliseu Colman), presidente e controlador do Grupo Agiplan. 

 

"O Banco possui excelentes ativos, mais de 200 mil clientes na sua base, além de ser licenciado pela bandeira Visa para emissão de cartões, uma avançada plataforma de conta corrente que servirá como base para nosso projeto de meios de pagamentos, com lançamento previsto para este ano", afirma. O negócio está sendo submetido para homologação do Banco Central e, assim que aprovado, será aportado o valor de R$ 80 milhões. "Com esse aporte, acrescido aos investimos de expansão e tecnologia já programados para os próximos doze meses, faremos investimentos na ordem de R$ 100 milhões", explica Testa.

 

Ainda que tenha sede no Nordeste, a nova operação estará presente em todo o país com maior foco voltado para as regiões Sul e Sudeste onde se concentram o maior número de agências do banco. A capilaridade faz com que Testa acredite no potencial do crescimento do negócio – ainda que o Brasil o setor bancário seja altamente concentrado. “Há espaço sim [para o crescimento]. Sempre com pé no chão e sabendo da nossa capacidade como também nossas limitações, podemos aos poucos ganhar mercado”, afirma. “Nossa estratégia tem sido identificar GAPs em nichos específicos para acomodar nossas operações, muitas vezes em parceria com os grandes bancos”, confidencia. No momento, a Agiplan não tem planos de oferecer produtos de crédito para pessoas jurídicas, mas contará com serviços de meios de pagamento.

 

Outra ponta de lança de Marciano Testa é a aposta na tecnologia. “Estamos desenvolvendo um projeto de meios de pagamento que trará receitas de serviços para o banco, possibilitando crescimento sem exposição concentrada de crédito”, adiantou com exclusividade ao Portal AMANHÃ. Entre as novidades está o desenvolvimento de um modelo de conta simplificada, que pode ser aberta e movimentada diretamente nos smartphones. “Ela servirá como market place para distribuição de produtos por esses dispositivos e também nos ajudará a completar a nossa rede agências físicas”, explicou.

 

Fonte: Revista Amanhã

 

Voltar